Aparelho reprodutor feminino

Os órgãos reprodutores externos femininos (órgãos genitais) têm duas funções: permitir a entrada do esperma no corpo e proteger os órgãos genitais internos dos agentes infecciosos. Devido ao facto de o aparelho genital feminino ter um orifício que o faz comunicar com o exterior, os microrganismos que provocam doenças (patogénicos) podem entrar e causar infecções ginecológicas. Estes agentes patogénicos transmitem-se, em geral, durante o acto sexual.

Os órgãos genitais internos formam um aparelho que se inicia nos ovários, responsáveis pela libertação dos óvulos, e que continua pelas trompas de Falópio (ovidutos), onde tem lugar a fertilização de um óvulo. Segue-se o útero, onde o embrião se converte em feto e acaba no canal cervical (vagina) que permite o nascimento de um bebé completamente desenvolvido. O esperma pode percorrer todo o aparelho em direcção ascendente, para os ovários, e os óvulos em sentido contrário.