Perturbações somatoformes

As perturbações somatoformes englobam várias perturbações psiquiátricas nas quais as pessoas referem sintomas físicos mas negam ter problemas psiquiátricos.

«Perturbação somatoforme» é um termo relativamente novo que se aplica ao que muita gente denomina «perturbação psicossomática». (Ver secção 7, capítulo 81) Nas perturbações somatoformes, os sintomas físicos ou a sua gravidade e duração não podem ser explicados por nenhuma doença orgânica subjacente. As perturbações somatoformes incluem a perturbação de somatização, a perturbação de conversão e a hipocondria.

Os psiquiatras diferem consideravelmente nas suas opiniões acerca do valor e da validade do uso destas categorias de diagnóstico. No entanto, esta distinção das diferentes perturbações somatoformes proporcionou aos psiquiatras um meio para descrever a ampla variedade de sintomas que estes doentes apresentam e para diferenciar as perturbações na base destas descrições. As descrições cuidadosas podem ajudar os psiquiatras a ordenar as diferentes perturbações, que assim podem ser mais bem estudadas cientificamente.

As perturbações somatoformes, geralmente, não têm uma explicação clara. Os doentes com uma perturbação somatoforme podem ser muito diferentes entre si. Devido a não se saber bem porquê nem como é que as pessoas desenvolvem a sua sintomatologia, não há modelos de tratamento específicos e consensuais.