Tumores do sistema nervoso

Um tumor é uma massa anormal em qualquer parte do corpo. Embora tecnicamente um tumor possa ser um foco de infecção (um abcesso) ou de inflamação, este termo significa normalmente um novo crescimento anormal (neoplasia) que pode ser maligno (canceroso) ou benigno (não canceroso).

Um tumor benigno causa poucos problemas ou nenhum na maioria das partes do corpo, mas qualquer massa anormal no cérebro pode causar danos consideráveis. Um tumor pode ser prejudicial ao cérebro de duas maneiras: por um lado, um tumor em desenvolvimento pode destruir directamente o tecido; por outro lado, dado que o crânio é duro e o seu conteúdo não se pode expandir, a pressão da massa em crescimento sobre o cérebro pode lesar certas áreas situadas longe do tumor. Um tumor na medula espinhal pode também causar lesões devido à pressão exercida sobre zonas cruciais do tecido nervoso.

Os neurofibromas, crescimentos benignos de tecido nervoso, podem lesar os nervos periféricos (os que se encontram fora do cérebro e da medula espinhal), assim como as raízes dos nervos que saem da medula. Finalmente, outros cancros situados em qualquer lugar do corpo podem afectar o sistema nervoso, tendo como consequência o desenvolvimento de síndromas paraneoplásicas.